Compartilhe este conteúdo:

Ouça o conteúdo completo! Dê play e aproveite.

Sequestro de dados e Ransomware são riscos comuns aos quais sua empresa está exposta. Você sabe como proteger o seu negócio?

A enorme crescente da transformação digital tornou a internet uma ferramenta poderosa que está presente em praticamente todas as atividades diárias. Isso não seria diferente na rotina das empresas, independente do setor, seja para a troca de e-mails ou na utilização de softwares de gestão e de compartilhamento de dados. 

No entanto, todas essas facilidades trouxeram também novas ameaças para os usuários, principalmente os chamados programas maliciosos. 

ransomware, vírus responsável pelo sequestro de dados, é uma das principais formas de cyberataque feita por hackers Através dele o usuário mal intencionado é capaz de bloquear dispositivos e cobrar um resgate para devolver o acesso roubado. 

O que é ransomware 

Mas afinal, o que é um ransomware? O termo é utilizado para denominar um vírus que pode realizar o sequestro de dados nos dispositivos. Esse software é caracterizado como um tipo de crime cibernético de alto risco e nocivo para os negócios. Por isso as empresas devem se atentar e combater os riscos de invasão, investindo em soluções que protejam os dados do negócio. 

Após ser infectado, o dispositivo emite uma mensagem alertando o bloqueio de arquivos ou até mesmo do computador do usuário atingido ou servidor, sendo necessário o pagamento de um resgate para a liberação de uma chave de segurança descriptografada para restabelecer o acesso roubado. 

Em resumo, os dados são sequestrados por um cibercriminoso que exige um resgate para a liberação dos dados salvos no dispositivo. Os tipos de malwares que executam esse sequestro são vírus extremamente silenciosos, que só irão chegar ao conhecimento dos usuários invadidos quando for tarde demais. 

Como o seu negócio pode evitar ataques de ransomware? 

Quando falamos sobre o cibercrime, precisamos ter em mente que não é se o negócio vai ser atacado, mas quando. Para estar realmente seguro, é necessário investir em medidas preventivas de cibersegurança. 

Em primeiro lugar, é essencial que a instituição faça a utilização de antivírus como uma das medidas de proteção contra ransomware. O antivírus é considerado uma das melhores formas de prevenir a contaminação, além de detectar comportamentos de risco. 

Em segundo lugar, listamos algumas práticas aconselháveis para fortalecer a segurança do negócio: 

  • Atualizações constantes do sistema operacional; 
  • Realize backups regularmente e opte por armazenar os dados em uma nuvem ou em ambientes geograficamente diferentes da localização do dado real; 
  • Mantenha o antivírus sempre atualizado, programando-o para varreduras automáticas; 
  • Evite abrir e-mails de desconhecidos e spam em geral; 
  • Mantenha o dispositivo de segurança da rede ativo (o Firewall, no caso do Windows); 
  • Tenha cuidado e atenção ao entrar em sites, clicar em e-mails, links e fazer downloads. 

Existem diversas práticas que podem ser desenvolvidas pelos gestores com o objetivo de aumentar a cibersegurança nas empresas, minimizar as vulnerabilidades e evitar os prejuízos causados pelos ciberataques. Entre elas, vale ressaltar a importância do treinamento constante da equipe sobre práticas que aumentam a segurança. Realize simulações de ataques para ajudar a preparar tanto a equipe de segurança da informação, quanto os demais colaboradores, para situações reais que podem acontecer. Esse treinamento deve ser destinado a todos os membros da equipe, e inclui conscientização das práticas, identificação de ameaças e situações que devem ser reportadas à equipe de segurança da informação.  

Outra dica é a solução Umbrella, um serviço de segurança oferecido em nuvem pela Cisco que visa proteger os colaboradores estando dentro da estrutura corporativa ou fora dela (em roaming ou em home office). A ferramenta fornece uma proteção completa, desde as requisições DNS até a verificação de segurança do acesso à um site (Proxy Web). Com esse serviço, não é necessário nenhum outro agente. Simplesmente habilite o recurso Umbrella no Cisco AnyConnect Client e terá uma proteção contínua contra malwares e phishings, além de disponibilizar o retorno de chamadas de comando e controle onde quer que os usuários estejam.  Além disso, a solução Umbrella trabalha em três eixos: – prevenção, contenção e redução de riscos de infecção,  conheça-os:   

Prevenção 

  • Protege seus usuários independente da rede que se conectam; 
  • Gerenciamento de correções consistente e “ entendível”. 

Deter e conter 

  • Monitoramento contínuo da sua rede; 
  • Identificação de malwaresexploit kits e prevenção de execução de malware em códigos; 
  • Bloqueio de comandos maliciosos e controle de tráfego, pastas maliciosas e URLs em e-mails. 

Redução do risco de infecção 

  • Desenvolva um plano de segurança proativo que tenha uma defesa multinível; 
  • Use inteligência preditiva para entender onde os ataques estão localizados na internet; 
  • Otimização contínua da “higiene” da sua rede e avalie a sua postura em relação à segurança. 

Por fim, é importante salientar que a melhor opção é sempre investir na prevenção. Caso a contaminação ocorra e o software seja afetado, a solução ideal é realizar a restauração, e justamente por esse motivo que o backup é essencial. 

O sequestro de dados é extremamente prejudicial para o negócio. Afinal, perder o acesso às informações pode parar totalmente as atividades da empresa e causar um grande impacto financeiro. Além das consequências atreladas a imagem da marca: a cada caso de ciberataque a confiança dos usuários diminui, esse descrédito pode se transformar em prejuízos irreversíveis para o seu negócio.  

Teletex oferece todo suporte, através de profissionais capacitados e certificados, para que você consolide a segurança da sua empresa e a proteja de sequestro de dados e ransomware.  

Entre em contato com nossa equipe!