Compartilhe este conteúdo:

A crise, motivada pelo coronavírus, aumentou exponencialmente a adoção ao Home Office pelas empresas. Em números, uma pesquisa da Betania Tanure Associados (BTA) apontou que 43% das organizações entrevistadas migraram boa parte de suas equipes para o trabalho remoto durante esse momento.

Contudo, para se adaptar a esse modelo, que ainda é novidade para a maioria, vários desafios tiveram que ser superados. Entre eles: a segurança dos dados.

Muitas companhias não tinham infraestrutura de TI para suportar o trabalho remoto e tornaram-se mais vulneráveis diante desse novo cenário.

Além disso, o despreparo dos próprios colaboradores em relação às condutas de segurança da companhia deixaram os bancos de dados mais expostos.

A Avast mostrou que aproximadamente 58% dos funcionários que utilizam antivírus no Brasil não estão recebendo suporte tecnológico ou treinamentos sobre o assunto.

E, sabendo que essa é apenas uma das situações que podem agravar os riscos e trazer prejuízos para as empresas, neste artigo mostraremos como estruturar a segurança das aplicações de uma empresa para o trabalho remoto.

Confira!

Importância de investir em sistemas eficientes para a segurança dos dados

O Home Office é uma tendência que se acelerou devido às circunstâncias da crise, mas veio para ficar.

Um levantamento da Gartner mostrou que até 2030 a demanda por trabalho remoto deve aumentar em 30%, graças à entrada da geração Z no mercado.

Por outro lado, à mesma medida em que esse modelo cresce, os cibercrimes tornam-se mais sofisticados.

Nesse sentido, implantar novos métodos e ferramentas de segurança em seus processos é fundamental para empresas que buscam aumentar sua produtividade e eficiência através do trabalho remoto.

O próprio surgimento da Lei Geral de Proteção de Dados também está reforçando a importância de manter a integridade e confidencialidade de dados sigilosos.

A LGPD impõe normas que dizem respeito à privacidade das informações dentro das empresas. E quem não as cumprir poderá ser punido com multas que podem chegar até R$ 50 milhões.

Enfim, são vários os motivadores para que as empresas invistam em novas soluções capazes de otimizar sua segurança. Felizmente, o mercado de tecnologia está repleto de opções simples, mas que trazem muito mais garantia de um Home Office seguro.

Abaixo separamos como você pode fazer isso por meio da autenticação em múltiplos fatores.

Como a autenticação em múltiplos fatores contribui para a proteção remota

Recentemente, a Last Pass apontou que 70% dos usuários da internet não utilizam a autenticação em múltiplos fatores. A mesma pesquisa ainda mostrou que 60% nem sequer conhece a tecnologia.

Contudo, apesar de pouco utilizada, essa autenticação é um método simples e eficiente para as empresas protegerem suas informações em qualquer momento.

Trata-se de um recurso tecnológico que acrescenta uma camada adicional de segurança no processo de login de contas, exigindo que o usuário forneça duas ou mais formas de autenticação.

Na prática, o usuário que insere a senha padrão deverá realizar uma nova autenticação antes de entrar na aplicação. Essa pode se dar através de envios de SMS, tokens ou outras aplicações autenticadoras.

Há diversas vantagens em investir nesse tipo de solução. Entre elas:

  • uso simplificado;
  • agilidade no acesso à softwares e aplicações;
  • otimização da segurança dos dados;
  • fator de autenticação vinculado aos dispositivos dos usuários, o que não permite a alteração por vírus, spywares e outros tipos de programas maliciosos;
  • códigos válidos por determinados períodos, fazendo com que os usuários insiram combinações diferentes quando o acesso for necessário, impedindo invasões por violação de senha.

Em quais aplicações você deve utilizar a autenticação em múltiplos fatores?

A regra para aplicar a autenticação em múltiplos fatores é simples. Se a conta é valiosa para a empresa, é indicado ativá-la.

Programas de comunicação interna, sites, ERPs, CRMs, entre outros sistemas de gestão empresarial devem ser contemplados com essa tecnologia.

E, como nem todos os aplicativos oferecem originalmente essa possibilidade, existem soluções especializadas que poderão implantar esse método por eles.

A Cisco, por exemplo, tem em seu portfólio de ofertas o Cisco Duo – uma ferramenta de autenticação multifatorial projetada para atender as necessidades do trabalho moderno.

Veja abaixo como ela pode ajudar o seu negócio.

Faça a segurança dos dados da sua empresa com o Cisco Duo

A plataforma Cisco Duo foi projetada para oferecer segurança de dados às empresas de todos os segmentos e portes.

Além disso, sua tecnologia é ainda mais importante nesse momento de transição, em que as empesas estão trabalhando com suas equipes remotas.

O Duo foi projetado para fornecer uma experiência de login simples e otimizada para todos os usuários e aplicativos.

Armazenado na nuvem, essa solução se integra facilmente aos ambientes e plataformas já existentes na empresa e torna sua implantação muito fácil.

Entre as suas funcionalidades estão:

  • confirmação de identidades de forma rápida;
  • monitoramento da integridade de dispositivos gerenciados e não gerenciados;
  • possibilidade de personalizar as políticas de segurança;
  • acesso remoto seguro e sem necessidade de um agente de dispositivo;
  • fornecimento de SSO com segurança e facilidade de uso;
  • personalização dos requisitos de acesso no nível do dispositivo;
  • atualização constante frente às ameaças de segurança dos dados mais recentes;
  • vários métodos de autenticação disponíveis.

Toda a empresa pode se tornar mais segura com o Cisco Duo. Por meio dele, aplicativos na nuvem, ferramentas SaaS e até aplicativos personalizados se tornam mais confiáveis a partir da autenticação múltipla.

A plataforma da Cisco conta com um painel administrativo intuitivo, onde é possível acessar informações em tempo real e analisar relatórios detalhados.

Ele, indiretamente, também melhora a produtividade e a gestão de equipes, uma vez que deixa todos mais seguros durante o trabalho remoto.

No geral, contando que as empresas estão precisando se adaptar ao home office, é essencial saber como proteger as informações sensíveis.

Então, se você ficou interessado em aplicar todas as funcionalidades e recursos do Cisco Duo, entre em contato e converse com um de nossos especialistas!

Thiago Andrade Tomal | Security Engineer